terça-feira, 5 de outubro de 2010

Taiguara

Taiguara evoca minha utopia particular. Em pleno 1995, com 13, 14 anos, eu ouvia aquela música melancólica, com letras engajadas, líricas, simples, belas.
Anacrônico. Foi como me definiu um amigo por eu gostar de Taiguara. Ele também gostava. Mas tinha 30 anos, não 13.
"Hoje" ´´é a música postada aqui. Ao vivo, do teatro João Caetano.
Hoje, Taiguara soa anacrônico. Mas pertence a um Brasil delicado que deve existir em algum lugar, ainda que em lugar nenhum.

Nenhum comentário:

Postar um comentário