domingo, 22 de agosto de 2010

Poema para uma música

Sou mais um fascinado pelas músicas do Chico. Tanto que, sempre que dá, arranjo um jeito de pôr alguma delas na minha vida. Por exemplo, já inventei e perdi grandes amores só pra ter "Eu te Amo" como trilha. E porcausa de "Futuros Amantes" passei a considerar a possibilidade da reencarnação.
Mas o caso mais abusado se deu com "Lua Cheia", do Chico com o Toquinho. Eu terminara um namoro e não sabia o que fazer, além de bisar a música. Roubei uns versos do Chico e fiz um poema.
Abaixo, leia o poema e ouça a música.

DEPOIS DA FESTA

Perder um amor assim, silenciosamente,
É como dar uma festa e esperar, no dia seguinte,
Pelas impressões do convidado que não veio

E nem cai bem ligar para o convidado,
Amolar o convidado, flagelar o convidado:
O melhor é acusar a desfeita, e em silêncio

Deu-se uma festa e o convidado
(De quem eram esperadas impressões)
Não veio.
Não quis.

Como de resto o amor perdido
Não convém chateá-lo, conflagrá-lo, imolá-lo
O melhor é acusar a perda, cantando:
“Preparei para você uma lua cheia
E você não veio
E você não quis”.
Eis um tenro amor esmigalhado.


Nenhum comentário:

Postar um comentário